segunda-feira, 8 de agosto de 2011

'Acalmar os mercados'


Numa nova terminologia que se apossou da nossa comunicação social chama-se a qualquer medida que os Estados Unidos ou a União Europeia tomem como sendo "para acalmar os mercados" de modo a que somos levados a pensar que 'os mercados' são uns senhores velhotes, como medo de tudo e que precisam de ser inundados de Lexotans ou medidas de austeridade.

Ora 'os mercados' são apenas investidores, bancos e fundos e governos que tendo dinheiro querem que ele valha cada vez mais. Isso é a lei, não 'dos mercados' mas de Mercado. 
Qualquer merceeiro saberia dizer a estes aprendizes de jornalistas que se poderem vender os feijões a 1,25€ não o hão-de vender a 1,20€. 

Os mercados não acalmam com medida nenhuma porque não estão nervosos, estão isso sim excitados de tanto lucro: O nosso (mundo Ocidental) problema não é ter deficit, nem divida colossal nem nada dessas coisas, o nosso problema é mais complicado que isso, o nosso problema é que precisamos de uma coisa que não temos e que faz com que quem a tenha a possa 'vender' cada vez mais caro seja ela petróleo, ouro ou o tão desejado dinheiro. 

Se querem 'acalmar os mercados' parem de pedir dinheiro emprestado... vão ver que eles acalmam logo!!!



4 comentários:

  1. Sim, parem de pedir dinheiro emprestado, mas primeiro têm de pagar o que devem por já terem pedido emprestado. E aí é que a porca torce o rabo! lol!

    ResponderEliminar
  2. Pois... aí o meu amigo Manuel tem razão, mas se eles não aumentarem a divida significa que os 'mercados' ficam com o dinheiro 'debaixo do colchão' por assim dizer! LOL

    ResponderEliminar
  3. Pois, a minha dúvida é se os que pedem o guito emprestado (em nosso nome) não recebem umas comissões (da forma que seja).
    E assim lá se vai o desejo de parar de pedir.
    Embora para parar de pedir temos que antes ser "esfolados" vivos pelos que pediram em nosso nome para pagar-mos o que devemos.
    Depois, quando estivermos mais equilibrados, logo se arranjam mais uns créditos à habitação, umas contas-ordenado, umas férias nas Seicheles a crédito, uns "compre-já-e-começe-a-pagar-depois-das-férias" etc para quem nos "governa" ter que ir pedir emprestado outra vez (para nós).

    ResponderEliminar
  4. Boas!

    Devo dizer que gosto imenso deste blogue!

    Podem adicionar os meus aos vossos links? Eu prometo que retribuo :p

    http://davidjosepereira.blogspot.com/

    Saudosos cumprimentos!

    ResponderEliminar